Esse fogo no meu rabo que não se apaga.

  Me lembro muito bem do que era para apenas ser uma brincadeira. Bem, ao menos para ele foi.
  Estávamos apenas conversando coisas de amigos, ele não sabia que eu já o desejava amargamente, e em uma pergunta singela li a resposta que acendeu o lado pervertido de minha mente. Fiquei toda tremula, tentei mudar de assunto até que a pergunta me foi feita. "quer me ver me masturbando?" Naquele momento eu infartei, não respondi, fiquei imobilizada. Bilhões de coisas passaram em minha mente o qual não me recordo de nenhuma delas.
  Ver pênis na internet é um coisa tão simples como comprar algo no supermercado, ao menos para mim, mas quando se trata do pênis de alguém o qual se deseja, não há palavras para descrever tal desejo, cobiça, fogo.
  Por demorar demais a responder, ele me enviou a solicitação de webcam, nesse momento eu comecei a infartar. Eu não deveria ter aceito e não sei explicar o por que aceitei. Eu não sentia nada ao meu redor, não conseguia prestar atenção em mais nada, eu não conseguia responder as mensagens direito, escrevia errado e coisas sem nexo.

  Puta que pariu, aquilo acendeu meu fogo que até hoje me masturbo no chuveiro me recordando desse dia.

  Direto me pego pensando naquilo tudo entrando em mim, tentando imaginar a sensação, o abuso, o calor.

Nenhum comentário :

Postar um comentário