Não se conjuga amor no passado.


 Dias atrás me perguntaram "aquele rapaz não é um que você amou um dia?" Respondi que ainda amo, pois amor é eterno, se acabou nunca foi amor, e quem sentiu foi eu sem nenhuma obrigação o que me torna unicamente responsável pelos meus sentimentos. E não tenho raiva por tal sentimento não ser recíproco, pois amor é liberdade, se não for dado de bom grado não é verdadeiro.
  Também acredito que o amor é tênue nunca diminui, a única diferença é que sempre amamos o seguinte mais que o anterior. E novamente me perguntaram "e você não sente raiva dela?" Claro que não!!! Que pergunta banal!!! Se temos quase que o mesmo foco que é vê-lo feliz, quem sou eu para ter raiva de alguém que quer o bem dele? Eu teria raiva se ela o fizesse mau. Como já citei uma vez e torno aqui a citar não me importa com quem ele esteja feliz, desde que ele esteja feliz eu também estarei.
  E eu não me vejo todos os dias com esta pessoa e mesmo assim nada me impede de sentir algo. Meu carro não mora num posto de gasolina para conseguir andar, e é assim que me vejo.

10 comentários :

  1. Eu gostei muito de suas postagens. Muito legal menina.
    Muito verdadeiro e ousado.

    ResponderExcluir
  2. Eu não consigo viver um amor poligâmico sem a poligamia, além de você só conheço mais dois casais assim.
    Fiquei muito curiosa para saber como que é viver assim, como você consegue?
    Também amei seu blog ou diário, é muito forte e direto.
    Beijinhos na princesinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lilith, é como um combustível. Sabe aquela vontade de realizar algo e isso te faz ir atrás, te faz se empenhar, te dá um propósito, um motivo, te dá algo para fazer na vida? Então essa sensação de ter algo que te motiva se resume em desejo.

      Veja pelo o ato sexual o coito em si, literalmente o foco é o orgasmo e não nego o orgasmo é bom só que o ato sexual tem seu prazer.
      Esse meu poliamor é mais para aquele momento antes do orgasmo, o meu "gerúndio" do desejo (...ndo, indo, fazendo, etc... desejando).

      No mais eu NUNCA tive um contato sexual, e creio que essa barreira, essa curiosidade é o que me faz desejá-lo, e no meu dia-a-dia eu o amo só não mais que meu atual parceiro creio que isso você entenda com sua vida poligâmica (^_^)

      Bem eu "acho" que é só isso.

      Excluir
    2. Meus parceiros sexuais sabem um do outro, inclusive meu marido. A regra aqui em casa é básica, ele trás suas namoradicas para que eu aprove, e ele deixa bem claro que não dará um filho para elas e logo fala que ele é operado e que ele não irá gastar nenhum centavo com elas nem para comprar uma balinha de um centavinho, nem presente de natal, aniversário ou de dia dos namorados etc. Que o que ele quer com elas é apenas sexo, se elas aceitarem isso sem mais só de menos rsrsrsrs aí elas podem namorar ele. E a regra para mim é o oposto, ele fala que mulher minha não é prostituta para dar de graça, eles tem que pagar meus pelo menos luxus benhê, e se aceitar a regra para mim e para ele é nada de namorados uns dos outros se encontrarem, com excessão de um namorado meu que mora com nós, mas cada um tem seu quarto separado. Estamos nisso há mais de treze anos, nunca, nunquinha tivemos uma briga e menos ainda uma discussão.

      Seu parceiro sabe? O que ele é seu? E o outro aceita? E ele é o que seu?

      Isso está me deixando excitada!

      Excluir
    3. Meu noivo sabe e não se importa. Na verdade ele nunca se manifestou contra, ao contrário até me motiva, me ajuda com palavras essas coisas. Estamos juntos mais de dez aninhos (=^_^=) rsrsrsrs Sobre o outro ele sabe que eu gosto dele, mas não faço a menor ideia se aceita ou sei lá o quê. O que ele é meu eu já não sei mais, não nos falamos já faz um tempo.

      Excluir
  3. Ñ é querendo me entrometer ñ, mais é que eu sou muito ciumenta e confeço. Mais eu tenho um garoto que eu amo, mais eu não traíria meu marido por isso não, mais que eu gosto desse menino isso é verdade e ñ nego. Claro que meu marido ñ sabe, mais mesmo assim ñ dá pra controlar o que sinto. Aí eu ñ sei explicar o que sinto, eu gosto muitão do meu marido, mais também gosto desse garoto, mais eu ñ quero nada com ele. Só que ficar apaixonada é gostoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É praticamente a mesma coisa Tanny, a única diferença é que meu parceiro sabe que gosto de outro, mas sabem melhor ainda que eu não trocaria um pelo outro.

      Excluir
    2. É que nem aqui no ap, eu agrado todos e deixo claro que gosto dos dois da mesma forma e que não somos troféis ou cobiça menos ainda um torneio. Como vc disse que amor em resposta não pode ser dado obrigado se não não é amor. Né verdade?

      Excluir