Canalha!

  Não me venha com desculpas mentais, não me julgue por achá-lo um canalha. Você é culpado mesmo que ausente. Mesmo longe, mesmo sem nenhum tipo de contato você ainda me machuca! Você não passa de um canalha! Eu não preciso de você por mais que eu possa estar enganada, eu posso estar completamente enganada, eu posso ainda estar te desejando como uma louca, sem razão de mim, eu prefiro ser minha única amiga e tentar me ajudar te negando a mim, posso não ter certeza se estou fazendo o certo, mas tenho certeza de que por mais que você culto e arrogantemente eloquente, você não sabia de uma coisa, você não fazia a menor ideia e na verdade ainda não faz. Você não faz a menor ideia do que estou passando, do quanto mudei depois disso tudo, desta maldita metamorfose por esta raiva que me fez. Você sabia tanto e no fundo não sabia nada! Falava que sabia, mas não... Eu não acredito em você! Como podê? Como podes ser mais frio do que eu? Como pode dizer que sabia e ainda ter falado apenas em amizade? O quê lhe fiz para sejas sádico comigo? Eu sabia que não poderia usar a palavra amor, eu tentei não usar, eu tentei me afastar quando suspeitei que você soubesse, eu tentei eu pedi para parar.
  Você é um canalha! Como podê tão longe ainda me machucar? Ainda pertencer aos meus pensamentos? Como podê me fazer te desejar? Como podê por tão infantilidade me privar de você?

  A pior coisa que você podê me fazer, é me privar de ti. Este é o meu pior castigo que recebi e espero que seja o único.

Seja lá como for, seja lá como você esteja não importa eu estou feliz desde que você esteja bem e ao menos feliz, pelo menos isso eu pude te falar. 

Nenhum comentário :

Postar um comentário