Fidelidade - Rede Social

  Ele a deixou livre, a deixou fazer e se decidir por si mesma. Isso não foi por pouco tempo, durou tempo  o suficiente até que ela tivesse confiança apenas nela mesma, a ponto de intitulá-lo baunilha. Ela perdeu toda sua classe, mas na frente dele junto a sua companhia ela era a mulher perfeita. O ego subiu para a cabeça.

  Será que ela era somente dele?

  Foi o que ele se perguntou.
  Propositalmente começou a ficar muito ocupado para dar atenção a ela, essa era a tal liberdade que ela ganhou dele. Ela o julgou pelas costas, incompetente e sexista eram as palavras que o mais descreviam na mente dela. Seu mais novo contato na internet era o deus dos deuses. No mais porque abandonar um homem que paga as contas dela enquanto se ele está ocupado para ela poderia se ocupar com outro sem a obrigação daquele todo blá blá blá do início de um novo relacionamento?

  Sim, por trás de toda mentira sempre há uma verdade. Biscate sempre, escrava nunca. Pagará suas contas sozinha por não ter se educado em seu lugar. Ele havia se passado por outro para provar que ela nunca foi uma escrava, nada mais que uma vadia.

  Se você é uma escrava, seja uma escrava não importa o quanto o tempo dure se ele irá voltar. As gueixas pertencem à um homem só. Porque escravas seriam diferentes? 

Nenhum comentário :

Postar um comentário