Ostentação no BDSM

                                       Parte 1 de 3

  Ostentação, exibicionismo e inveja. Dentro do BDSM quando se é suscita logo se percebe no ar aquele ar de veneno. Uma linha onde um é o exibicionista e o outro é o invejoso, onde uma é a fonte e a outra é o alvo.

   Quando se está fora desta linha e se percebe esta situação, não sabemos qual ponta dessa linha direta é a fonte e qual é o alvo, ou melhor para se explicar, não sabemos quem provocou primeiro. No mais estar fora dessa linha é um alívio.

  Inveja e a cobiça são vistas como o desejo de ter o que a outra pessoa tem e ou estar no lugar dela, mas não sendo ela. Também classifico a inveja como não querer algo ou alguém, mas achar que a outra pessoa não merecesse tal coisa ou de estar com alguém. Se sabemos que inveja é algo repulsivo, por que tê-la? Creio que a principal característica na inveja é a cegueira de quem a tem.

   Exibicionismo material proposital a querer causar inveja, mostra claramente o quão sobremo o exibicionista é. Suscitar/provocar a inveja é praticamente o mesmo nível de veneno de quem tem inveja de algo que não lhe foi provocado.

  No mais entre os dois casos, o pior é exibicionismo de uma imagem nula, ou seja, usar um colar caro, mas não ter dinheiro para a vida e invejar aquilo inferior a si e ou ter capacidade de ter algo melhor.
  De qualquer forma ambos são desejos de querer causar mau, ou seja, inferiorizar alguém tendo algo ou querendo que a perca.

"A inveja não é você querer o que o outro tem (isso é a cobiça), mas querer que ele não tenha, ter desgosto ou pesar pelo bem ou pela felicidade de outrem, é essa a grande tragédia do invejoso. A Inveja é o tema desta breve mensagem. Ela é um dos muitos frutos da natureza humana."

  Esses atos são provas de inferioridade? Ao meu ver sim, pois exibir sem estar suscitando a inveja com um foco/alvo é apenas exibicionismo de uma luxúria, neste caso quem o invejar de fato é o venenoso. No entanto não consigo encontrar uma desculpa para amenizar a inveja. Assim classificando-a como a pior das piores.

Nenhum comentário :

Postar um comentário