Estudando o mundo de Gor

  Já faz um boooom tempo que me falaram que tenho a mente, raciocínio, comportamento dentre outras coisas de Kajira, mas nunca havia pensado em me tornar uma Kajira. 

  Já ouvi que não posso ser, pois não nasci de uma Kajira o que nunca ouvi falar sobre isso antes, ainda bem que isso não se aplica a BDSM, no mais isso para mim, não passa de mera lenda e afirmo que não se é uma Kajira antes sendo BDSM, etc de comentários, até eu ter conversado sobre este assunto com um Goreano junto com sua Kajira, que suas palavras foram bem eloquentes, tais como: "duvido ela ter vindo de uma Kajira, e antes de sua mãe também ter vindo de uma Kajira,  e assim sucessivamente. Qualquer uma pode ser Kajira, desde que isso venha a d'alma e ser Kajira não é uma peça de roupa que se veste quando quer."

  Isso me foi mais que o suficiente para me convencer a continuar meu estudo, mas como tenho um peque no probleminha chamado Dono, que explicando basicamente, Ele é Dono, apenas Dono nada mais, ou seja, Ele não é sádico, mas usa a dor como meio de punição, não gosta de enrolação em questão de cerimônias nem rituais, e não gosta de role play, dentre tanto, Ele escolhe, Ele manda, Ele cuida, Ele decide o que, quando e tudo em alusão. Isso não tira o fato Dele ser Dono.

  Então por isso fiquei com receio de pertencer a este mundo e novamente Aquele Senhor Goreano, me disse que o mundo de Gor não precisa ser uma role play, se souber e querer viver apenas de alma, que viva, o que não podemos escolher é o não viver.

  Nisso decidi continuar a pesquisar, então compartilhando minhas pesquisas, hoje com base no site: GOR Brasil, é uma base sobre vestimentas, posições, dentre outros.

  Claro que pesquisar não é dizer que irei me tornar. Gor para mim, ainda há muitas lacunas. 

2 comentários :

  1. Essa filosofia também me atrai! Mas preciso estudar mais....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, é algo muito interessante, uma filosofia que ao meu ponto dá mais um propósito ao BDSM como um estilo de vida (real) mais do que uma mera fantasia, um Q a mais.

      Excluir